NY: juros dos Treasuries sobem; expectativa do 'payroll'

Os preços dos títulos do Tesouro dos EUA recuaram, com correspondente alta nos juros. O mercado reverteu parcialmente o forte movimento de compras de Treasuries ocorrido ontem. "Estamos vendo o mercado dar e receber. Estamos atingindo todas as metas em termos de indicadores importantes, mas sem necessariamente obter crescimento", comentou Matt Duch, da Calvert Investments.

Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2014 | 18h17

Os indicadores divulgados hoje saíram mistos: o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada ficou em 287 mil, com queda de 8 mil em relação à semana anterior; as encomendas à indústria caíram 10,1% em agosto. Nesta sexta-feira saem os dados do nível de emprego em setembro e a expectativa dos economistas é de que tenham sido criados 215 mil postos de trabalho, de 142 mil em agosto, e que a taxa de desemprego tenha ficado estável em 6,1%.

Um dos fatores para a baixa dos preços dos Treasuries foi a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter suas taxas de juro inalteradas; o BCE também frustrou os participantes do mercado que estavam na expectativa do anúncio de um programa de relaxamento quantitativo da política monetária. O euro subiu diante do dólar, mas a taxa de retorno dos títulos de 2 anos do governo alemão permaneceu negativa, em -0,063%.

No fechamento em Nova York, o juro projetado pelos T-bonds de 30 anos estava em 3,151%, de 3,101% ontem; o juro das T-notes de 10 anos estava em 2,439%, de 2,393% ontem; o juro das T-notes de 2 anos estava em 0,536%, de 0,524% ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAbolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.