NY perde US$ 1 bilhão em faturamento - no mínimo

O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, previu nesta terça-feira que o ataque ao World Trade Center deve custar a Nova York US$ 1 bilhão em faturamento perdido e ordenou um corte de gastos de 15% para todas as agências do município, com exceção das forças de segurança civis e da educação. "As agências não podem gastar todo o dinheiro que pensavam poder gastar", declarou o prefeito Giuliani. Segundo ele, US$ 1 bilhão seria uma estimativa "suave" das perdas que a cidade teve, incluindo os impostos de setores duramente atingidos, como o hoteleiro, os restaurantes e as vendas a varejo. Somente nas duas primeiras semanas após os ataques de 11 de setembro, esses setores haviam sofrido perdas de negócios de mais de 50%. A polícia e o corpo de bombeiros, entre outros serviços, vão enfrentar um corte de 2,5%, disse o prefeito. De acordo com ele, a cidade perdeu cerca de 10 mil postos de trabalho desde os atentados. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.