NY: preços do petróleo caem antes de decisão da Opep

Os preços do petróleo voltaram a cair, em meio à expectativa de que a Organização dos Países Exportadores de petróleo (Opep) não decida reduzir sua produção na reunião do dia 27. "Não há nada de novidades da Opep, e isso está deixando o mercado assustado. Se a Opep continuar produzindo, teremos preços deprimidos globalmente", disse Carl Larry, da Frost & Sullivan.

Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2014 | 19h10

Em nota publicada nesta segunda-feira, os analistas do Goldman Sachs dizem esperar que a Opep reduza sua meta de produção em 700 mil barris por dia, menos do que o 1 milhão a 2 milhões de barris por dia que muitos analistas julgam ser necessário para dar sustentação aos preços. Segundo o Goldman Sachs, uma redução maior na produção da Opep elevaria os preços o suficiente para apoiar o crescimento da produção nos EUA e em outros países - o que ameaçaria a participação da Opep no mercado global nos próximos anos.

O mercado também operou na expectativa da divulgação dos dados dos estoques norte-americanos na semana, nesta quarta-feira. Analistas ouvidos pela Dow Jones preveem uma redução de 1 milhão de barris nos estoques de petróleo bruto e um crescimento de 600 mil barris nos estoques de gasolina

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para dezembro fecharam a US$ 74,61 por barril, em queda de US$ 1,03 (1,36%). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para janeiro fecharam a US$ 78,47 por barril, em baixa de US$ 0,84 (1,06%). Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
mundopetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.