'NYT' pede fim de embargo dos EUA a Cuba

O jornal americano The New York Times publicou um editorial no sábado em inglês e espanhol pedindo ao presidente Barack Obama que reflita sobre Cuba para "retomar relações diplomáticas" e acabar com o embargo à ilha. A posição do jornal sobre o assunto não é inédita.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

13 de outubro de 2014 | 02h01

Segundo o diário, a mudança "poderia representar uma grande vitória" para o governo Obama, cuja popularidade está em baixa. "Pela primeira vez em mais de meio século, mudanças na opinião pública americana e uma série de reformas em Cuba fizeram com que seja politicamente viável retomar relações diplomáticas e acabar com um embargo insensato."

EUA e Cuba romperam as relações diplomáticas em 1961 e Washington começou a aplicar o embargo econômico em 1962.

O jornal ressalta que, embora o governo cubano "continue perseguindo dissidentes", recentemente "libertou a maioria dos presos políticos" e flexibilizou restrições de viagens.

O editorial cita reformas econômicas iniciadas pelo presidente Raúl Castro como preparação para "uma era pós-embargo" e afirma que "líderes americanos concluíram que o embargo foi um fracasso" e a geração de cubanos no exílio que o defende "está desaparecendo".

Estratégia. O NYT lembra que com as atuais crises mundiais, a Casa Branca pode considerar que mudar a política sobre Cuba não seja prioridade, mas acrescenta que "ajudaria a melhorar as relações com vários países da América Latina".

Para a Cúpula das Américas no Panamá em 2015, Cuba deve ser convidada. A Casa Branca não confirmou se Obama participará. "Seria importante. Ele deveria considerar uma oportunidade para fazer algo histórico", conclui o editorial. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
CubaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.