O ex-militar rebelde Gutiérrez lidera pesquisas no Equador

O ex-coronel Lucio Gutiérrez, um dos dois candidatos que disputarão o segundo turno das eleições presidenciais no Equador em 24 de novembro, conta com 49% das intenções de voto, informou a empresa de pesquisas Cedatos-Gallup, de Quito. O magnata Alvaro Noboa, rival de Gutiérrez no segundo turno, tem 29%, de acordo com o estudo divulgado hoje. Gutiérrez, que participou do movimento de militares e indígenas que culminou com a derrubada do ex-presidente Jamil Mahuad em janeiro de 2000, e Noboa, considerado o homem mais rico do Equador, passaram ao segundo turno nas eleições gerais de 20 de outubro. Os dados fornecidos pela Cedatos-Gallup indicam que 16% dos consultados votarão em branco ou anularão seu voto e 6% disseram que ainda estão indecisos. A sondagem, de âmbito nacional, foi realizada em 27 de outubro com uma amostra de 1.260 pessoas maiores de 18 anos, e tem uma margem de erro em torno de três pontos porcentuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.