O líder do terror e sua granja

Bin Laden criava galinhas e cultivava batatas em casa

AFP, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2011 | 00h00

Rodeado por suas três mulheres, uma dezena de filhos, uma centena de galinhas, duas vacas e coelhos, o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, levava uma vida tranquila em sua casa na cidade de Abbottabad, no Paquistão, até ser morto em uma operação militar dos EUA na semana passada.

Um vídeo gravado com um telefone celular de um soldado paquistanês mostra as intimidades do terrorista saudita e dá uma ideia de como era o cotidiano da família do homem mais procurado do mundo.

Na casa de três andares viviam cerca de 20 pessoas - 5 delas foram mortas na ação dos EUA - em um ambiente simples, sem muito luxo. O local, que serviu de moradia para Bin Laden nos últimos cinco anos, tinha pouca mobília e aparelhos eletrônicos antiquados, além de um quintal com horta, onde ficavam também os animais.

Apenas um homem tinha a autorização para entrar no jardim: o camponês Shamrez Mohamad era encarregado de alimentar os animais e ajudar no cultivo e colheita de batatas, couve-flor e feijão.

Segundo uma das mulheres do terrorista, a iemenita Amal Ahmed Abdulfata, de 29 anos, Bin Laden utilizava a horta para cultivar plantas medicinais.

Ela ainda afirmou, de acordo com a imprensa local, que, apesar dos boatos de que seu marido estava muito doente dos rins, a saúde de Bin Laden não era débil nem frágil e ele se tratava "especialmente com melancia".

Susto

A mãe da primeira mulher de Osama bin Laden teve um derrame cerebral e morreu após ter ficado sabendo da morte de seu genro, informou um jornal sírio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.