O médico que se tornou símbolo do terrorismo em nome do Islã

PERFIL - Ayman al-Zawahiri, novo líder da Al-Qaeda

AFP, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2011 | 00h00

O egípcio Ayman al-Zawahiri, de 59 anos, foi visto pela última vez em outubro de 2001 na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão. Sua mulher, seu filho e suas duas filhas morreram em ataques americanos em Kandahar dois meses depois. Zawahiri nasceu em 19 de junho de 1951 em Maadi, perto do Cairo, e formou-se em medicina, optando por ser cirurgião. Os amigos dizem que ele também é um "poeta". As ideias extremistas o influenciaram desde cedo - aos 15 anos, ele passou a integrar o grupo Irmandade Muçulmana. Conheceu Osama bin Laden, de quem virou médico pessoal, durante a jihad afegã contra os soviéticos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.