O melhor da internet
Rodrigo Cavalheiro, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2010 | 00h00

A multiplicação de comida na Última Ceia

Após analisar 52 quadros da Última Ceia pintados nos últimos mil anos, cientistas americanos concluíram que a quantidade de comida sobre a mesa cresceu em proporção bíblica. O tamanho da cabeça dos personagens foi usado como referência para, em um computador, comparar telas de diferentes dimensões. Os pesquisadores concluíram que o prato principal cresceu 69% e o pão, 66%. Um sinal de que pintores, ao reproduzir um mesmo momento histórico, não escapam das referências de sua época. Nem mesmo as alimentícias. A produção e o acesso à comida se multiplicaram desde que Cristo repartiu o pão. A investigação da Universidade de Cornell será publicada em abril pelo Jornal Internacional da Obesidade.

WALL STREET JOURNAL

Bill Gates investe em energia nuclear

O bilionário Bill Gates decidiu aplicar parte de sua fortuna em um pequeno reator nuclear. A intenção é pacífica. O dono da Microsoft tem se preocupado em promover boas ideias para novos sistemas de energia barata e limpa, para implementação principalmente em países em desenvolvimento.

BLOOMBERG NEWS

Taleban domina áreas sem sinal para celular

As áreas com maior presença de insurgentes do Taleban no Afeganistão são aquelas em que os celulares não têm sinal. Como resposta, os EUA gastarão em antenas em vez de armas. Cerca de US$ 263 milhões serão investidos em comunicação nessas regiões em 2010. O objetivo é colocar a opinião pública contra os militantes.

BLOOMBERG NEWS

BBC venezuelana: Blog Bolivariano de Chávez

Quem viu o presidente venezuelano Hugo Chávez chamar recentemente os usuários de Twitter de terroristas talvez se surpreenda. Chávez mandou instalar um computador no Palácio de Miraflores especialmente para contar seu dia a dia em um blog. Até aí nenhuma novidade - quase todos os presidentes têm um. A novidade é que ele promete responder a seus opositores. "Vai ser uma guerra", ele mesmo anteviu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.