O melhor da internet

O melhor da internet

VANITY FAIR

, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2010 | 00h00

Metade dos americanos aceita presidente gay

A revista Vanity Fair publicou em sua última edição uma pesquisa com a pergunta "Você apoiaria ou não um gay assumido que ocupasse as seguintes posições: presidente, juiz da Suprema Corte, árbitro de beisebol, quarterback de futebol americano e secretário de Estado".

EL PAÍS

Escândalos acendem debate sobre celibato

Os escândalos sexuais reabriram o debate sobre o celibato na Igreja, prática que tornaria padres mais propensos à pedofilia. Muitos acreditam que os pedófilos procuram a Igreja para estar mais perto de suas vítimas. Pere Font, diretor do Instituto da Sexualidade, de Barcelona, afirma que o fato de ser padre não faz de ninguém um pedófilo, mas que o sacerdócio favorece esse comportamento porque a Igreja é um elemento de proteção. "Para o pedófilo, é melhor cair nas mãos do bispo do que nas do promotor", diz.

HOUSTON CHRONICLE

Republicanos boicotam censo de 2010 nos EUA

Normalmente, a agência federal responsável pelo censo nos EUA tem dificuldade em contar a população de minorias étnicas de baixa renda, como negros e latinos. Para o censo de 2010, no entanto, o órgão tem tentado superar a resistência de outra parcela da população: os conservadores. Alguns congressistas republicanos, revoltados com o governo, estão publicamente pedindo um boicote ao censo - os americanos são obrigados a enviar os formulários, de acordo com a Constituição. No entanto, muitos analistas alertam que a decisão pode ser um tiro no pé, já que o registro demográfico define a locação de recursos federais, o número de deputados e de votos no Colégio Eleitoral. Ou seja, se não enviarem seus dados, os republicanos podem perder verbas e vagas no Congresso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.