Rodrigo Cavalheiro, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2010 | 00h00

Brasileira luta pelo filho com pai americano

A história é muito parecida com a do garoto Sean Goldman, devolvido ao pai americano no início do ano por determinação da Justiça. Só que desta vez, a mãe brasileira está viva. Ela é Hilma Caldeira, ex-atacante da seleção brasileira de vôlei medalha de bronze na Olimpíada de Atlanta, em 1996. Hilma era casada com Kelvin Birotte, com quem teve um filho em 2005. No ano seguinte, ela voltou para o Brasil trazendo o menino e pediu o divórcio. O pai entrou com uma ação de sequestro baseada na Convenção de Haia. A Justiça Federal de Minas Gerais deu razão ao pai e ela tem até quinta-feira para entregar o garoto. O advogado de Hilma, Gilberto Antonio Guimarães, diz que recorrerá da decisão.

EL MOSTRADOR

Piñera mata poeta e dá vida a Crusoe

O presidente chileno, Sebastián Piñera, já se destaca pelas gafes. Primeiro, lamentou que o poeta Nicanor Parra "já não esteja entre nós". O escritor tem 95 anos e mora na praia. Logo, referiu-se a Robinson Crusoé, personagem de Daniel Defoe, como um homem de carne e osso que viveu em uma ilha chilena.

EL PAÍS

Sérvios de Kosovo ficam sem telefone

Cerca de 100 mil sérvios do centro e do norte do Kosovo estão há cinco dias sem celular. Culpa do governo, que tirou do ar as empresas sérvias da região. A guerra telefônica é o último capítulo da tensa relação estabelecida desde que Kosovo se tornou independente, em 2008, sem o reconhecimento de Belgrado.

USA TODAY

Pilotos, desliguem celulares e laptops

Empresas aéreas dos EUA a receberam uma advertência que os passageiros conhecem bem: é proibido usar celulares e laptops no ar. A mensagem agora se destina aos pilotos. Recentemente, um voo da Northwest ultrapassou em 150 milhas seu destino porque os pilotos usavam laptops. Em um acidente com 50 mortos, em 2009, o comandante estava em um chat. Mensagens de celular já em terra também foram flagradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.