Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

O mistério de um catecismo, escondido por quase 500 anos

Um catecismo em francês, datado de 1583, encontrado atrás de um painel de carvalho numa mansão renascentista inglesa está em exposição a partir de hoje, enquanto especialistas confessam que continuam sem saber por que ele esteve escondido por tanto tempo.O opúsculo de 11,43 cm de altura, em capa de couro, chamado L?ABC des Chrestiens, um guia da fé cristã, foi encontrado por um marceneiro que fazia obras de restauração em Hardwick Hall, um palacete no norte da Inglaterra, onde está agora sendo exibido.Os especialistas especulam sobre a história do catecismo, acreditando ser um texto para crianças e imaginando que deve ter sido escondido atrás do painel por um jovem ansioso em evitar o trabalho de estudá-lo.?É excitante, tanto do ponto de vista acadêmico quanto humano?, diz Nigel Wright, diretor de coleções do National Trust, que é proprietário da casa. ?É realmente um livro muito importante porque é desconhecido dos especialistas. Contém passagens que as crianças provavelmente teriam de saber de cor, como esta: ?Eu renunciarei ao demônio?.?O livrinho também lembra às crianças que, ?aquele que deseja bons resultados na escola, deve pedir a Deus, temê-Lo e revenciá-Lo e trabalhar por Sua palavra?. Há as capitulares IC gravadas em ouro na capa, provavelmente as iniciais de Iesu Christ.O livro informa que foi publicado em Londres por Thomas Vautrollier, um protestante que obrigado a fugir da França durante as guerra religiosas. Mas nenhum registro dele foi encontrado em catálogos de livros do período.Wright imagina que ele deve ter pertencido aos bisnetos de Bess Hardwick, condessa de Shrewsbury, ou a sua sobrinha, Mary, rainha da Escócia. Foi Bess quem construiu Harwick Hall, perto de Chesterfield, entre 1590 e 1597. ?Pode-se imaginar uma criança correndo por aqui?, ele diz, ?e quando ninguém estivesse olhando, subir numa cadeira e esconder o livro atrás do painel. Acho que jamais conheceremos a história do livro, o que o torna mais fascinante.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.