O mundo ajuda o Irã após o terremoto

Os Estados Unidos, a Rússia, a ONU e países europeus ofereceram nesta sexta-feira ajuda às vítimas do devastador terremoto no Irã. "Vamos fornecer assistência humanitária", disse o porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan. "Trata-se de uma terrível tragédia."Do rancho no Texas, o presidente dos EUA, George W. Bush, manifestou condolências. "Laura e eu estamos profundamente tristes pela perda de vidas, os feridos e os grandes danos", afirmou. "Os pensamentos de todos os americanos estão com as vítimas e suas famílias neste momento, e estamos prontos para ajudar o povo do Irã." Washington rompeu relações diplomáticas com Teerã depois que militantes islâmicos invadiram a embaixada dos EUA na capital iraniana em novembro de 1979 e mantiveram 52 americanos reféns durante 444 dias.BrasilO Itamaraty informou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou, em nome do governo e do povo brasileiros, mensagem de solidariedade ao presidente iraniano, Mohammad Khatami e de condolências aos parentes das vítimas. O Ministério de Situações Emergenciais da Rússia, anunciou o envio de unidades de resposta rápida com médicos, paramédicos e cães farejadores para ajudar a encontrar pessoas sob os escombros. A agência de notícias Itar-Tass informou que as equipes russas incluiriam 100 especialistas em buscas, além de médicos e cães, e embarcariam na madrugada deste sábado. A Rússia tem fortes laços com o Irã e está construindo uma usina nuclear perto da cidade iraniana de Bushehr.ONUA ONU concedeu ao Irã uma garantia de crédito de US$ 90 mil e enviou uma equipe ao país para ajudar a coordenar a ajuda internacional. A principal agência cultural das Nações Unidas, a Unesco, enviará especialistas para avaliar as perdas nesse setor e estudar como restaurar a fortaleza histórica de Bam.A Itália mandou cães farejadores e equipes de busca e socorro. Como presidente de turno da União Européia, o país coordenará o envio de ajuda da UE, que já reuniu quase US$ 1 milhão para assistência de emergência. O governo britânico anunciou o envio de duas equipes de busca e resgate. "Nossos pensamentos e orações estão com as pessoas da área afetada", afirmou o chanceler britânico, Jack Straw, por meio de uma nota depois de telefonar para o colega iraniano, Kamal Kharrazi, para manifestar condolências.O ministro alemão de Relações Exteriores, Joschka Fischer, também ofereceu ajuda. "A Alemanha está pronta para fazer tudo a seu alcance para ajudar a recuperar e resgatar pessoas na região do terremoto", afirmou em telegrama a Kharrazi. Um avião francês levará este sábado ao Irã 65 membros da Defesa Civil e 20 toneladas de equipamentos, incluindo um hospital de campanha. "A França está pronta para enviar a assistência necessária para enfrentar as conseqüências desta tragédia", afirmou o presidente Jacques Chirac em carta a Khatami.Médicos Sem FronteirasEquipes dos Médicos Sem Fronteiras chegarão neste sábado ao Irã, com material médico e cirúrgico. Uma equipe espanhola dos Bombeiros Sem Fronteiras também vai ao Irá num avião do Ministério da Defesa da Espanha. "Enviaremos 20 especialistas em resgate e quatro cães adestrados", disse o presidente da entidade, José Vigueres.A Turquia enviou equipes de busca e resgate, tendas, cobertores e remédios. A Grécia aprovou uma ajuda de emergência de US$ 300 mil e preparou uma equipe de resgate para envio ao Irã. O governo belga doou US$ 120 mil para ajuda às vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.