O próprio Kadafi não cumpre teorias

No Livro Verde, Muamar Kadafi também rejeita que as pessoas possuam mais de uma casa ou que estas pertençam ao Estado. De acordo com o líder líbio, "a habitação é uma necessidade fundamental para o indivíduo e a família e não deve estar nas mãos de outros. Viver na casa de outra pessoa, pagando aluguel ou não, compromete a liberdade". Já as terras são de todos que trabalham nela.

, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2011 | 00h00

Os transportes públicos, em teoria, não existem para o homem que manda na Líbia há 42 anos. "Os transportes são uma necessidade tanto do indivíduo quanto da família e não devem pertencer a outros", diz, sem se aprofundar. Kadafi também afirma no livro que empregados domésticos, "sejam eles assalariados ou não, são os escravos da idade moderna".

A terceira parte do livro é uma das mais divertidas. Depois de dissertar sobre o que é o Estado, Kadafi fala do papel da mulher. "Segundo ginecologistas, a mulher fica menstruada uma vez por mês mais ou menos, enquanto o homem, sendo um macho, não menstrua ou sofre durante o período", diz. Por este motivo, a mulher deve cumprir a função de mãe, e não trabalhar como os homens, argumenta o líder líbio, que oficialmente não é chefe de Estado, mas apenas o "líder fraternal e guia da revolução".

Depois de dizer que "a educação, ou aprendizado, não é necessariamente um currículo padronizado com matérias determinadas em livros didáticos que os jovens são obrigados a aprender em horas específicas do dia", Kadafi defende que o esporte seja apenas uma atividade individual. "Praticar esportes é como rezar, comer e os sentidos de frio e calor. É improvável que multidões entrem em um restaurante apenas para ver uma pessoa ou um grupo comer."

Apesar de ser o próprio autor destas teorias e ter tido 40 anos para aplicá-las, Kadafi continua sendo visto como um ditador sem diferenças para seus vizinhos. Seus aliados e parentes comandam a economia. E os líbios são assalariados. Para finalizar, Kadafi construiu estádios em Trípoli para seu filho jogar e dirigir equipes de futebol para uma plateia que, desrespeitando o Livro Verde, comparece apenas para assistir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.