O que muda nos programas de vigilância dos EUA

Com partes da Lei Patriota expiradas, agências do governo terão que alterar a forma como monitoram chamadas telefônicas em território nacional

O Estado de S. Paulo

01 de junho de 2015 | 10h16

Depois de partes da Lei Patriota experiram à meia noite de domingo, 1, em razão de o Senado americano não aprovar uma legislação que renovasse as autorizações legais para programas de vigilância, agências americanas como o FBI e a NSA terão que modificar a forma como monitoram as chamadas telefônicas em território nacional.

Confira as pricipais mudanças:

Tudo o que sabemos sobre:
EUALei Patriota

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.