O terrorista mais buscado por Riad não se suicidou. Foi morto.

O extremista islâmico que era até ontem o mais procurado por suposta participação nos atentados suicidas contra Riad, em maio, foi morto em tiroteio com a polícia, informou uma fonte do Ministério do Interior saudita. Ontem, outra fonte garantira que Al-Dandani havia detonado explosivos atados ao corpo. Apesar dos novos detalhes, ainda não se sabe ao certo como ele morreu. A polícia cercou Turki Nasser al-Dandani e cúmplices em uma casa na cidade de Suweir, 900 quilômetros ao norte da capital saudita, prosseguiu a fonte, que pediu para não ser identificada. Depois de cinco horas de tiroteio, a munição dos suspeitos acabou. Quatro deles, inclusive Al-Dandani, foram mortos. Um quinto homem se entregou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.