Obama acusa administração Bush de fortalecer posição do Irã

O candidato democrata à presidência dos EUA Barack Obama culpou a administração Bush pelas falhas no Iraque e por reforçar a posição estratégica do Irã, que precisa ser impedido de adquirir armas nucleares."Uma conseqüência da falha da estratégia administrativa no Iraque tem sido fortalecer a posição do Irã, reduzir a credibilidade e influência dos EUA na região e colocar Israel e outras nações amigas em perigo", disse Obama em discurso entregue ao Comitê Americano de Relações Públicas Israelense.O governo Bush recentemente alterou sua posição, com a Secretária de Estado, Condoleezza Rice, dizendo nessa semana que os EUA desejam dialogar com o Irã sobre a segurança no Iraque.Obama também enfatizou seu comentário com o compromisso de proteger a segurança em Israel, que chamou de "nosso mais forte aliado na região e única democracia estabelecida".O discurso foi a segunda vez nos últimos meses que Obama formalmente falou de política externa em Chicago. Em novembro, ele pediu por uma redução de contingentes americanos no Iraque. Na sexta-feira, 2, se focou no Irã e chamou o regime do presidente Mahmoud Ahmadinejad de "um perigo para todos nós".A senadora democrata e rival para a presidência, Hillary Clinton, avisou Bush para não tomar nenhuma decisão militar contra o Irã sem a permissão do congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.