Obama afirma que crise gera 'grandes oportunidades'

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, desafiou a nação neste sábado a descobrir "oportunidades" nestes tempos de turbulência econômica. "É o que podemos e devemos fazer hoje. E tenho certeza de que é o que vamos fazer", disse Obama em seu discurso semanal, transmitido por rádio e internet.Nessa sexta-feira, o Departamento de Trabalho dos EUA divulgou que outros 651 mil empregos foram eliminados em fevereiro. A taxa de desemprego atingiu 8,1% no mês passado, a mais alta em mais de 25 anos.Obama reiterou que ele e sua equipe estão tomando medidas para a criação de empregos no curto prazo e solucionar outras questões como a escassez de crédito, a crise hipotecária e a reforma do sistema público de saúde. Em relação ao último ponto, Obama disse que espera assinar ainda este ano uma nova lei para a saúde pública dos EUA, que é a mais cara do mundo e deixa cerca de 48 milhões de americanos sem cobertura."Nossas ideias e opiniões sobre como conduzir esta reforma vão variar, mas nosso objetivo deve ser único: serviços de qualidade e acessíveis para todos os americanos, que não mais sobrecarreguem os orçamentos das famílias, das empresas e de nosso governo", disse Obama. O presidente afirmou ainda que os EUA continuarão enfrentando dias difíceis, mas concluiu seu discurso com um tom esperançoso. "Este é um momento de desafio para nosso país. Mas já enfrentamos grandes provações no passado. E, a cada obstáculo, cada geração descobriu não apenas como seguir em frente, mas a prosperar, a descobrir grandes oportunidades no meio de uma grande crise", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.