Reuters
Reuters

Obama agradece líderes afegãos por acordo de segurança bilateral

Acordo permite que tropas norte-americanas permaneçam no Afeganistão após este ano

O Estado de S. Paulo

09 de dezembro de 2014 | 21h26

O presidente americano, Barack Obama, agradeceu os líderes do Afeganistão por ratificarem um acordo de segurança bilateral permitindo que as tropas dos EUA permaneçam no país após este ano. De acordo com a Casa Branca, Obama falou por videoconferência nesta terça-feira com o presidente afegão, Ashraf Ghani, e o chefe do Executivo, Abdullah Abdullah.

Os líderes conversaram pouco depois do lançamento de um relatório do Senado americano sobre duras técnicas de interrogatório que os EUA usaram durante a administração de George W. Bush. O documento inclui detalhes de interrogatórios em uma instalação conhecida como COBALT, uma prisão controlada pela CIA no Afeganistão, chamada Salt Pit.

O relatório não foi mencionado na videoconferência, segundo a Casa Branca. Os lideres focaram no fim iminente da missão de combate dos EUA no Iraque e no treinamento de forças afegãs. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAAfeganistãotropas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.