Obama agradece soldados em mensagem de Natal

O presidente dos EUA, Barack Obama, e a primeira-dama, Michelle Obama, desejaram um bom Natal aos norte-americanos nesta quinta-feira e agradeceram especialmente aos militares. Eles também solicitaram aos cidadãos do país que ajudem as famílias de soldados neste feriado. Em um discurso semanal via rádio e internet, ele saudou o "espírito altruísta" daqueles que servem nas forças armadas. "Para todos os homens e mulheres de uniforme que estão passando o feriado longe de casa - seja numa base aqui nos Estados Unidos, num refeitório militar no Iraque ou em um posto remoto no Afeganistão -, saibam que vocês estão em nossas mentes e em nossas preces", afirmou o presidente.

AE-AP, Agencia Estado

24 de dezembro de 2009 | 21h12

"Neste feriado - e em todos os feriados - saibam que estamos fazendo tudo o que é possível para garantir o sucesso das suas missões e o retorno de vocês em segurança para as suas famílias." Michelle Obama relembrou visitas feitas a "esposas de militares que fazem o trabalho de duas pessoas" na criação dos filhos para manter suas famílias sólidas. "Mas até mesmo essas fortes famílias de militares podem precisar de ajuda, especialmente durante os feriados", acrescentou, ao dividir pela primeira vez o pronunciamento semanal do presidente dos EUA com o marido.

"Há muitas formas de ajudar - cuidando das crianças, com alguns pequenos serviços ou simplesmente levando (às famílias) uma refeição caseira", afirmou Michelle. Obama afirmou que é possível ajudar os soldados fora do país enviando cartões e pacotes com cartões pré-pagos com créditos telefônicos. O presidente dos EUA disse também que, mesmo em tempos difíceis para a economia, ainda há muito a celebrar no Natal, inclusive o nascimento de Jesus. "O amor da família e dos amigos. Os laços da comunidade e do país. E o caráter e a coragem dos homens e mulheres de farda que estão longe de casa neste feriado, longe de suas famílias, arriscando as próprias vidas para proteger as nossas", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack ObamamensagemNatal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.