Obama alerta contra aumento da violência em Gaza

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo que uma incursão a Gaza pelas forças de Israel aumentaria o número de mortos entre os próprios israelenses. Obama fez um alerta sobre o aumento da violência na região, apesar de apoiar o direito de Israel de se defender. Ele também frisou aos palestinos que o conflito pode destruir as esperanças de paz por anos.

EQUIPE AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 13h54

"Israel tem todo o direito de esperar que não haja mísseis disparados em seu território", disse Obama em Bangcoc, no início de sua viagem pela Ásia. "Se conseguirmos isso sem aumentar a atividade militar em Gaza, é preferível", acrescentou. "Não é apenas preferível para as pessoas de Gaza, mas também para israelenses, pois os soldados do país estão em Gaza e sob o risco de serem mortos ou feridos." As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaviolênciaObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.