Obama anuncia nova secretária de saúde após problemas com 'Obamacare'

Sylvia Mathews Burwell assume cargo com missão de superar desconfianças; repúblicanos dizem que programa continua sendo 'desastre'

O Estado de S. Paulo,

11 de abril de 2014 | 12h07

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Barack Obama anunciou na manhã desta sexta-feira, 11, Sylvia Mathews Burwell como nova secretária de Saúde de seu governo. Sylvia, ex-diretoria do Escritório de Administração e Orçamento, ocupará o cargo Kathleen Sebelius, que renunciou após meses de pressão em razão dos problemas no cadastramento do programa de seguro de saúde, conhecido como "Obamacare".

"Quero te agradecer mais uma vez por todos os serviços prestados ao nosso país", afirmou o presidente, antes de Kathleen receber longos aplausos dos presentes na cerimônia. Sobre a nova secretária, Obama disse ter certeza que Sylvia, por ser uma grande gestora, entregará resultados de alto nível no governo. "Ela traz o bom senso das pequenas cidades. Tem o valores necessários para cuidar de pessoas", afirmou o presidente. "Recebi esta indicação com humildade, honra e empolgação", retribuiu Sylvia aos elogios feios pelo presidente.

Obama (ao centro) aplaude Kathleen (à esq.) momentos antes de anunciar Sylvia (à dir.) como sua nova secretária de Saúde (Foto: Charles Dharapak/AP)

Mudança

A Casa Branca confirmou a saída da Kathleen na noite de quinta-feira. Ela ocupou o cargo por mais de cinco anos, mas se desgastou com a série de contratempos na implementação do Obamacare, programa chave para Obama. De acordo com fontes no governo, Kathleen não foi pressionada para deixar o governo. Na semana passada, porém, a secretária não participou do anúncio feito pelo presidente de que mais de 7 milhões aderiram ao programa, indicando que sua permanência no cargo poderia estar em risco.

Com a indicação de Sylvia, o governo americano espera dar mais atenção aos aspectos de gerência e administração do Departamento de Saúde e Serviços Humanos. "O presidente quer ter certeza de que tenhamos uma gerência com experiência e implementadora e é por isso que ele vai nomear Sylvia", afirmou Denis R. McDonough, chefe de gabinete da Casa Branca.

A troca porém, não deve reduzir a frequência e o tom das críticas ao programa feitas pelos republicanos, avalia David Yepsen, diretor do Instituto de Políticas Públicas da Universidade do Sul de Illinois. "Se a equipe de Obama acreditava que isso acalmaria a situação, eles fizeram uma leitura errada. Eu acho que a mudança deve encorajar os republicanos."

Os primeiros comentários dos opositores ao governo democrata vão de encontro ao pensamento do analista. Para Reince Priebus, presidente do Comitê Nacional do Partido Republicano, "continuará sendo um desastre", independente de quem ocupe o cargo. / NYT e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamacaresecretária de Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.