Efe
Efe

Obama anunciará hoje reforma na NSA e fim de grampo em telefonemas

Entre as medidas previstas está a necessidade de ordem judicial para examinar material de inteligência

O Estado de S. Paulo,

17 de janeiro de 2014 | 09h33

(Atualizado às 11h12) WASHINGTON  - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciará nesta sexta-feira, 17, uma grande reforma no programa de espionagem da NSA, a agência nacional de segurança do país, alvo de críticas mundiais desde que foi revelado ao público pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden no ano passado.

Em discurso, marcado para as 14h (horário de Brasília), Obama prometerá colocar fim à prática da NSA de recolher "metadados" de telefonemas efeitos nos Estados Unidos e ao redor do mundo. O objetivo de Obama com a reforma é restaurar a confiança dos americanos em seus serviços de inteligência.

Entre as reformas, o presidente também deve abrir mão dos metadados de telefonemas, uma decisão que deve frustrar o setor de inteligência do governo. Outra mudança deve ser a necessidade de um mandado judicial para vasculhar o material recolhido pela NSA. / REUTERS e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaNSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.