Obama apoia atuação de agentes de saúde na África

O presidente americano, Barack Obama, afirmou que a resposta à epidemia de ebola precisa ser sensata e "baseada na ciência" e que deve apoiar a ida de profissionais de saúde a áreas afetadas pela doença. Ele não criticou diretamente as polícias de quarentena adotadas nos estados de Nova York e New Jersey.

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 18h17

Obama afirmou que agentes de saúde que vão para a África devem ser "aplaudidos, apoiados e devem receber agradecimentos". De acordo com ele, uma resposta forte na África vai parar a propagação da doença nos EUA.

Os comentários do presidente seguiram uma conferência por telefone com trabalhadores da agência de Desenvolvimento Internacional americana que lideram os esforços do país para conter o vírus na África Ocidental. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAebolaObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.