Obama aposta no Brasil para se aproximar da AL

Ao anunciar no discurso do Estado da União que pretende estabelecer uma nova "aliança com as Américas" durante sua viagem ao Brasil, em março, o presidente americano, Barack Obama, tenta delinear uma nova política de aproximação com a América Latina, onde os brasileiros são considerados peças fundamentais.

AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2011 | 10h19

Os três pontos principais dessa nova aliança serão o "desenvolvimento de energias renováveis, o crescimento global e a reconstrução do Haiti", segundo afirmou Charles Luoma-Overstreet, responsável pela América Latina no Departamento de Estado americano.

Esses temas deverão ser abordados no encontro de Obama com a presidente Dilma Rousseff. Na mesma viagem, ele passará por Chile e El Salvador, de acordo com o seu discurso no Congresso anteontem. Será a primeira vez que o presidente americano irá à América do Sul desde a sua posse, há dois anos. A região nunca foi uma prioridade de seu governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.