Obama assina lei que permite homossexuais no Exército

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sancionou hoje o fim da lei que proibia a permanência de homossexuais assumidos nas Forças Armadas do país. A sanção presidencial ocorreu apenas alguns dias depois de o Congresso dos EUA ter votado pela anulação da lei de 1993 conhecida no país como "não pergunte, não conte".

AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2010 | 13h10

Durante cerimônia realizada hoje na Casa Branca para a assinatura da nova política, Obama afirmou que o governo norte-americano não tardará em colocá-la em vigor. Cercado de oficiais das Forças Armadas e de congressistas, Obama se declarou orgulhoso por sancionar a lei e afirmou que ela melhorará a segurança nacional.

A anulação da lei não tem efeito imediato. Antes de entrar em vigor, os comandantes militares norte-americanos ainda precisam concluir os planos de aplicação da política anterior a fim de impedir que ela prejudique o desempenho das forças de combate. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaleihomossexuaisExército

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.