Obama, Bush e Clinton vão discutir ajuda ao Haiti

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que vai se reunir amanhã com os ex-presidentes Bill Clinton e George W. Bush na Casa Branca. Ele pediu que os dois ajudem a levantar dinheiro para o Haiti. Obama disse que os EUA têm a responsabilidade contínua e uma "capacidade única" de ajudar a ilha devastada pelo terremoto a se recuperar.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

15 de janeiro de 2010 | 17h56

"Os haitianos são nossos vizinhos nas Américas e, para os americanos, eles são familiares e amigos", disse Obama na Casa Branca. "Quero que o povo do Haiti saiba que faremos o que for preciso para salvar vidas e para ajudá-los a se recuperar." Obama disse que água, alimentos, medicamentos, além de pessoal especializado em ajuda, continuam sendo enviados ao Haiti, mas afirmou que levará tempo para estabelecer os pontos de distribuição.

Um sistema de mensagem de texto criado pelo Departamento de Estado e pela Cruz Vermelha America havia levantado mais de US$ 8 milhões em doações até esta manhã. Obama pediu que os norte-americanos continuem doando generosamente.

O presidente norte-americano também conversou hoje com o presidente haitiano, René Préval. "O mundo inteiro apoia o governo e o povo haitiano, porque na devastação do Haiti todos nós vemos a humanidade comum que partilhamos", disse.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.