Obama chega à NY para cerimônias do 11 de setembro

O presidente dos EUA, Barack Obama, chegou à Nova York hoje para participar das cerimônias em memória às vítimas dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

AE, Agência Estado

11 Setembro 2011 | 10h19

Obama visitará o Marco Zero, área onde antes ficava o complexo dos sete prédios do World Trade Center, para prestar homenagens às 3 mil pessoas que morreram nos ataques ocorridos há 10 anos.

Ontem, Obama prometeu que os Estados Unidos nunca vacilarão em sua luta contra o terrorismo. "Dez anos atrás, os americanos comuns nos mostraram o verdadeiro significado da coragem, ao correram até as escadas em meio às chamas", disse o presidente em declarações na rádio e na Internet.

"Nós vamos proteger o país que amamos e deixá-lo mais seguro, mais forte e mais próspero para a próxima geração", acrescentou.

Obama e seu antecessor George W. Bush participarão de cerimônias no Marco Zero, acompanhados por familiares das vítimas, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e seu predecessor Rudolph Giuliani. É a primeira vez que Obama e Bush participam de uma cerimônia juntos. O presidente dos EUA também viajará à Pensilvânia e ao Pentágono, que também foram atingidos pelos ataques de 11 de setembro.

Segurança

A segurança nas principais cidades norte-americanas foi extraordinariamente elevada, em meio a alertas de autoridades federais sobre um novo ataque terrorista e pedidos de Obama para um "elevado estado de vigilância e de preparação".

Esquadrões de policiais fortemente armados e cães farejadores espalham-se por Nova York, enquanto os motoristas de alguns bairros foram forçados a passar por postos de checagem.

As cerimônias em memória às vítimas dos atentados serão concentradas em torno do Marco Zero, onde 2.753 das 2.977 vítimas morreram no colapso dos arranha-céus. Mas ao contrário de anos anteriores, o ritual de ler os nomes dos mortos terá como pano de fundo um cenário reluzente - onde três quartos da torre 1 do novo World Trade Center já foram erguidos -, em vez de um canteiro de obras de aparência caótica.

Também hoje haverá a inauguração de monumento simples, mas constituído por fontes com grande volume de água que correm para o terreno onde foram erguidas as antigas torres, com os nomes das vítimas dos atentados escritos em bronze em torno das bordas. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
11 de setembro aniversário Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.