Obama chega ao Afeganistão em visita surpresa

É a primeira visita do presidente americano ao país como chefe de Estado; ele se reuniu com Hamid Karzai

Efe

28 de março de 2010 | 14h37

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou neste domingo, 28, ao Afeganistão em uma visita não anunciada para se reunir com o presidente afegão, Hamid Karzai. Segundo a Casa Branca, Obama chegou às 19h25 (11h55, Brasília) à Base Aérea de Bagram, onde foi recebido pelo general Stanley McChrystal, chefe das forças internacionais no Afeganistão, e pelo embaixador americano Karl Eikenberry. De lá, foi de helicóptero diretamente para Cabul.

 

É a primeira visita de Obama ao Afeganistão como presidente dos Estados Unidos, a sua segunda como comandante-em-chefe das Forças Armadas a uma zona de guerra. No ano passado, o líder fez uma viagem, também surpresa, ao Iraque.

 

Obama, que ficará no Afeganistão apenas por algumas horas, viaja acompanhado de alguns assessores, como o conselheiro de Segurança Nacional, o general James Jones, e seu principal auxiliar político, David Axelrod.

 

Como antecipou o general Jones a bordo do avião presidencial, Obama encorajará Karzai a alcançar os objetivos que não conseguiu durante o primeiro mandato. Ambos conversarão, entre outros temas, sobre o processo de reintegração e reconciliação.

 

Jones explicou que o objetivo é "fazê-lo entender" que em seu segundo mandato houve certas coisas que não receberam a devida atenção. Concretamente, fez referência à necessidade de um sistema baseado nos méritos para a nomeação de funcionários importantes no Governo e de lutar contra a corrupção e os traficantes de drogas.

 

A viagem, mantida em segredo por razões de segurança, acontece dois dias depois de o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, enviar uma mensagem ameaçando assassinar reféns americanos. Acredita-se que o terrorista esteja escondido na fronteira entre Afeganistão e Paquistão.

 

Segundo a Casa Branca, o presidente queria fazer a viagem há muito tempo, mas as condições meteorológicas e outros obstáculos logísticos não tinham permitido. É a segunda vez que Obama visita o Afeganistão. A primeira foi em 2008, na época como senador e candidato a presidente, com uma delegação do Congresso americano.

 

Desde que chegou ao Governo, Obama centrou o foco de sua política externa no Afeganistão, com objetivo de acabar com a insurgência taleban após oito anos de guerra. Em dezembro, ordenou o envio de mais 30 mil soldados.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.