Obama condena ''ato contra o povo russo''

Por meio de seu porta-voz, Robert Gibbs, o presidente dos EUA, Barack Obama, qualificou de "revoltante ato de terrorismo contra o povo russo" o ataque que deixou 35 mortos ontem em um aeroporto de Moscou. Obama foi informado da tragédia por John Brennan, o czar antiterror da Casa Branca, e ofereceu assistência à Rússia.

, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2011 | 00h00

O Itamaraty também emitiu uma nota no começo da tarde de ontem na qual afirma ter "recebido com consternação" a notícia da ação terrorista. "O governo brasileiro reitera sua veemente condenação a atentados dessa natureza." / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.