Obama condena explosões na Indonésia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou veementemente as bombas detonadas em dois hotéis de luxo na Indonésia nesta sexta-feira e disse que os Estados Unidos estão prontos para ajudar o governo de Jacarta.

REUTERS

17 de julho de 2009 | 13h00

Em um comunicado por escrito, Obama expressou suas profundas condolências às vítimas e seus parentes. As bombas atingiram ao menos oito pessoas e feriu dezenas.

"O povo norte-americano está ao lado do povo indonésio neste momento difícil, e o governo dos Estados Unidos está pronto para ajudar o governo da Indonésia a se recuperar destes ataques ultrajantes como um amigo e um parceiro", ele disse.

Obama disse que a Indonésia está firme em combater a violência de extremistas dentro de suas fronteiras, mas que "estes ataques deixaram claro que os extremistas continuam comprometidos a assassinar homens, mulheres e crianças inocentes de qualquer crença em todos os países".

"Nós continuaremos em parceria com a Indonésia para acabar com a ameaça destes extremistas violentos, e nós estaremos firmes em apoiar um futuro de segurança e oportunidade ao povo indonésio", ele disse.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
INDONESIAOBAMACONDENA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.