Obama consola vítimas de ataque no Colorado

Em meio à campanha eleitoral, presidente vai a hospital de Aurora onde estão os feridos, fala com parentes, mas evita a polêmica questão das armas

AURORA, EUA, O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2012 | 03h00

O presidente americano, Barack Obama, visitou ontem os feridos no ataque a tiros de sexta-feira em um cinema na cidade de Aurora, Colorado, durante a estreia do filme Batman - O Cavaleiro da Trevas Ressurge, que deixou 12 mortos e 58 feridos.

No Hospital Universitário de Aurora, o presidente dos EUA confortou parentes dos mortos e dos feridos também esteve com pacientes que estão na UTI.

"Visitei cada família e as conversas foram cheias de memórias. Também tive a chance de abraçar as pessoas, compartilhar algumas lágrimas e sorrisos ao lembrar das vidas destas pessoas", disse Obama em pronunciamento que fez ainda no hospital, após conversar e rezar com as famílias dos mortos e feridos.

Ele declarou aos habitantes de Aurora que todo país está pensando neles. "Estamos pensando neles agora e vamos continuar pensando neles sempre e todo os dias." Visivelmente emocionado, Obama disse: "Estou aqui mais como pai e marido, não somente como presidente".

"A razão de histórias como estas terem tanto impacto (...) é que entendemos a dor de ter alguém que amamos tirado de nós", disse Obama no breve pronunciamento.

Segundo Obama, nos próximos dias e meses ele vai se dedicar a pensar em um modo para que "esta violência sem sentido não volte a ocorrer". No entanto, em meio à campanha para as eleições de novembro, ele optou por não mencionar o direito dos americanos de possuir armas como as que foram compradas legalmente pelo atirador James Holmes. Pouco antes de chegar a Aurora, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, a bordo do Air Force One, disse que o presidente acredita ser possível "tomar medidas para manter as armas longe de quem não deve com as leis existentes". / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.