Obama defende fim dos 'muros' entre religiões

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje, em discurso em Berlim que "os muros" entre cristãos, judeus e muçulmanos têm de ser derrubados. Durante discurso para uma multidão na capital alemã, Obama conclamou europeus e americanos a trabalharem juntos para "derrotar o terror e secar a fonte de extremismo que o sustenta". Obama discursou no Tiergarten, um parque não muito distante de onde situava-se o Muro de Berlim. Dezenas de milhares de pessoas assistiram à fala do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos. O senador disse aos berlinenses que "os muros que separam nossos aliados nos dois lados do Atlântico não podem existir" e defendeu o fim dos muros entre os países, as raças e as religiões.Obama conclamou as pessoas de todos os cantos do planeta a trabalharem por um mundo melhor. "Uma nova geração, a nossa geração, deve deixar sua marca na história", afirmou. Um dos objetivos da viagem do candidato pelo mundo - ele viaja oficialmente na condição de senador - é reforçar suas credenciais em política externa em um momento no qual participa da campanha pela presidência dos EUA tendo como oponente o republicano John McCain.Berlim é a primeira escala da fase européia de um tour que já levou Obama ao Afeganistão, ao Iraque, a Israel e à Jordânia. Depois da Alemanha, o senador americano deverá visitar a França e a Grã-Bretanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.