Obama deve usar tribuna para obter ganho eleitoral

Embora os americanos deem pouca importância para a Assembleia-Geral da ONU, com a população ignorando os discursos de líderes de países como a Grã-Bretanha, China, Brasil e França, o presidente Barack Obama deve usar o palco para, mais uma vez, tentar se colocar como uma figura forte em política externa, uma das áreas em que supera o rival republicano Mitt Romney, segundo as pesquisas. De acordo com a Casa Branca, Obama deverá mencionar os levantes anti-EUA no mundo islâmico, deixando claro que seu governo não deixará de lado o apoio à Primavera Árabe. "É momento de os EUA defenderem seus valores e liderança neste período de transição", disse o porta-voz Jay Carney (mais sobre eleição no EUA na página A13). / G.C.

O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.