Obama diz que apóia exploração 'limitada' de petróleo na costa

O candidato democrata à presidência dosEstados Unidos, Barack Obama, disse na sexta-feira que apoiariaa exploração limitada de petróleo na costa do país, como partede um pacote energético mais amplo para baratear a gasolina ereduzir a dependência dos EUA do produto estrangeiro. Obama deixou de lado sua oposição incondicional àexploração costeira e sinalizou apoio a um esforço bipartidárioem andamento no Congresso destinado a derrubar o impasse nocampo energético e que inclui a perfuração limitada. "Meu interesse é assegurar que nós tenhamos o tipo depolítica energética ampla que permita derrubar os preços dagasolina", disse Obama em entrevista ao The Palm Beach Post,durante visita ao Estado da Florida. "Se, para aprovar (o acordo bipartidário), nós tivermos queadmitir uma perfuração cuidadosa e bem pensada, que sejacuidadosamente circunscrita para evitar danos ambientais, eunão quero ser tão inflexível a ponto de impedir que algumacoisa seja feita", afirmou Obama ao jornal. Em um comunicado, Obama disse ainda permanecer céticoquanto à eficácia da exploração costeira no combate à alta dagasolina. Ele disse preferir que as pretrolíferas usem asterras já disponíveis. Obama e seu rival, John McCain, têm discordado em públicosobre essa questão, com o republicano apoiando esforços paraabrir novas áreas à perfuração, e o democrata se opondo. Obama endossou os esforços de um grupo bipartidário de dezsenadores que apresentaram na sexta-feira um projeto de leidestinado a aumentar a produção doméstica de petróleo, expandiros esforços de conservação e desenvolver fontes de energiaalternativa. (Por John Whitesides)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.