Obama diz que avó pode não estar viva no dia da eleição

O candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou ao Havaí hoje para visitar a avó, Madelyn Dunham. Obama afirmou que não sabe se ela estará viva para ver o dia da eleição, 4 de novembro. "Sem entrar muito em detalhes, ela está gravemente doente. Nós não estamos certos e eu não estou certo se ela conseguirá chegar ao dia da eleição", disse Obama hoje à emissora ABC."Nós estamos todos rezando e esperamos que ela consiga, mas uma das coisas que eu posso deixar claro é que eu tive a chance de sentar-me com ela e conversar com ela", afirmou. "Ela ainda está atenta e tem todas suas faculdades. E eu quero ter certeza de não perder essa oportunidade."Obama descreve Madelyn, de 85 anos, como uma "heroína" e disse que ela teve papel importante na sua criação. "Ela é uma mulher notável", disse ele. Obama interrompeu sua campanha ontem para viajar para Honolulu, no Havaí, onde viveu na adolescência em grande parte criado pelos avós. Ele deve voltar à campanha amanhã, em Nevada. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.