Obama diz que eleições em Mianmar não são 'livres' nem 'limpas'

Presidente dos EUA criticou que o povo birmanês seja privado do direito de decidir seu destino

Efe,

07 Novembro 2010 | 05h24

NOVA DÉLHI - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assegurou neste domingo, 7, na Índia, que as eleições em Mianmar serão "qualquer coisa menos livres e limpas".

 

Em um discurso para estudantes em Bombaim, Obama criticou que o povo birmanês se veja privado de seu "direito" de decidir seu destino. 

 

"Devemos nos recordar de que em alguns lugares o futuro da democracia está muito em dúvida", alertou o presidente dos EUA.

Mais conteúdo sobre:
ObamaÍndiaMiamar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.