EFE
EFE

Obama diz que EUA respeitam decisão de britânicos

Presidente americano afirmou que resultado do histórico referendo não afetará a 'relação especial' entre Estados Unidos e Reino Unido

Cláudia Trevisan, correspondente / Washington, O Estado de S. Paulo

24 Junho 2016 | 11h22

WASHINGTON - Defensor da permanência do Reino Unido na União Europeia, o presidente americano Barack Obama disse nesta sexta-feira, 24, que os Estados Unidos “respeitam a decisão” e ressaltou que ela não afetará a “relação especial” entre os dois países.

Segundo ele, a participação de seu principal aliado europeu na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) continuará a ser vital para a política externa, a segurança e a economia dos EUA. O Brexit também não mudará o relacionamento dos Estados Unidos com a União Europeia, afirmou Obama. O presidente americano observou que o bloco ajudou a “promover estabilidade, estimular crescimento econômico e propagar valores e ideais democráticos no continente e além”.

Obama disse ainda que o “Reino Unido e a União Europeia continuarão a ser parceiros indispensáveis dos Estados Unidos, mesmo quando eles começarem a negociar seu relacionamento para assegurar continuidade, segurança e prosperidade para a Europa, Reino Unido, Irlanda do Norte e o mundo.”

Também contrária ao Brexit, a candidata democrata à sucessão de Obama, Hillary Clinton, disse que os EUA devem reafirmar seu comprometimento com o Reino Unido e a aliança transatlântica com a Europa. “Esse momento de incerteza enfatiza a necessidade de liderança calma, firme e experiente na Casa Branca para proteger os bolsos e o ganha-pão dos americanos, apoiar nossos amigos e aliados, enfrentar nossos adversários e defender nossos interesses”, declarou Hillary em nota à imprensa.

Em um ataque ao adversário Donald Trump, a candidata disse ainda que o Brexit enfatiza a necessidade de o país se unir para resolver seus problemas e não “destruir uns aos outros”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.