Obama diz que McCain quer especular com fundos de pensão

O candidato democrata àCasa Branca, Barack Obama, acusou seu rival republicano JohnMcCain neste sábado de querer especular com as aposentadorias eo sistema de saúde dos norte-americanos, submetendo-os àsincertezas do mercado. Enquanto o governo prepara outro socorro bilionário aosistema financeiro em crise dos EUA, Obama disse que o apoio deMcCain à privatização da seguridade social e à abertura dosistema de saúde pública às forças do mercado colocaria osnorte-americanos sob risco financeiro. Ele atacou McCain por apoiar algum grau de privatização dosfundos de pensão da seguridade social, proposta que opresidente George W. Bush colocou no centro de sua campanha àCasa Branca em 2004, mas foi incapaz de impor ao congresso. "Sei que o senador McCain está falando de uma 'cultura decassino' em Wall Street, mas o fato é que ele é um dos quequerem especular com suas poupanças", disse Obama em um comícioem Daytona Beach, na Flórida, Estado com uma grande populaçãode trabalhadores idosos e aposentados. "Isso não vai acontecer quando eu for presidente", disse osenador de Illinois, pedindo à platéia que imaginasse ostemores dos aposentados que descobriram que seus fundos deseguridade social estavam atrelados ao mercado atual. "Não vamos especular com sua capacidade de se aposentar comdignidade depois de uma vida de trabalho duro. Vamos fortalecere proteger a seguridade social para que seja uma rede desegurança com a qual nossas famílias possam contar -- hoje,amanhã e sempre", afirmou. As últimas escaramuças políticas surgiram quando o governoBush encaminhou ao congresso um plano de resgate de 700 bilhõesde dólares para os mercados financeiros, o que quase certamenterestringirá a agenda e limitará o número de programas custososdefendidos por quem quer que seja o próximo presidente. Ultimamente o turbilhão em Wall Street domina a campanhapara a eleição de 4 de novembro, com McCain e Obama trocandoataques sobre quem apresentou o melhor enfoque econômico. A campanha de McCain disse que Obama estava tentandoassustar os cidadãos idosos da Flórida a propósito de suascontas de aposentadoria. McCain, que durante muito tempo se opôs à regulação dogoverno, condenou a cobiça de Wall Street, que segundo elelevou à crise financeira. Mas Obama rejeitou as tentativas dosenador do Arizona de se relançar como defensor da regulaçãodos mercados financeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.