Obama diz que orçamento busca revigorar classe média

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado que sua proposta de orçamento, que deverá ser apresentada na próxima semana, terá como objetivo revigorar a classe média americana, ao mesmo tempo em que implementa reformas para conter o aumento do déficit. "Nossa prioridade principal como nação - e minha prioridade principal como presidente - deve ser fazer tudo o que é possível para reacender o motor do crescimento dos EUA: uma crescente e próspera classe média", afirmou Obama em seu programa semanal de rádio. "Esse pensamento deve nortear cada decisão que tomamos."

Agência Estado

06 de abril de 2013 | 15h08

As declarações dele se seguem a reportagens segundo as quais, na proposta de orçamento, Obama vai fazer concessões importantes aos republicanos, como empreender cortes em alguns programas de benefícios, como no Social Security e no Medicare, um plano de saúde para os idosos. De acordo com um alto funcionário do governo, o plano fiscal do presidente vai reduzir o déficit em US$ 1,8 trilhão ao longo de dez anos. O presidente disse que seu orçamento vai reduzir o déficit não por meio do corte de gastos que afetem estudantes, idosos e famílias de classe média, "mas por meio de uma abordagem equilibrada e por investimentos que uma economia em ascensão demanda". A proposta vai eliminar brechas fiscais para os mais ricos, afirmou o presidente.

"É um orçamento que não gasta além das nossas possibilidades", disse ele. "E é um orçamento que não requer cortes duros e desnecessários que servem somente para arrefecer nossa economia. Vamos manter nosso compromisso com a próxima geração ao investir nos fundamentos que sempre fizeram os EUA fortes - indústria e inovação, energia e educação." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosBarack Obamaorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.