Obama diz que republicanos bloqueiam corte de imposto

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado, em seu discurso semanal no rádio, que os republicanos da Câmara dos Representantes estão bloqueando o projeto que pode evitar o aumento de impostos para os norte-americanos que ganham até US$ 250 mil ao ano.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2012 | 17h33

O Senado, controlado pelos democratas, já aprovou a medida, mas Obama afirmou que a Câmara dos Representantes "propôs um projeto sem equilíbrio, que na verdade reduziria as taxas para os norte-americanos mais ricos". O presidente apoia o aumento de impostos para aqueles cuja renda anual ultrapassa US$ 250 mil. "As contas simplesmente não fecham", disse.

As afirmações de Obama marcam a quarta vez, desde a sua reeleição, que ele usa seu discurso semanal no rádio para pressionar pela redução de impostos à classe média como parte de um planejamento para evitar o chamado abismo fiscal - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem caso não haja acordo no Congresso.

Segundo Obama, seu plano de aumentar impostos para os mais ricos não deveria surpreender ninguém, muito menos os republicanos. "Essa era uma questão central das eleições. Uma clara maioria de norte-americanos concordou com um planejamento que pede algo de todos, mas que pede um pouco mais daqueles que podem pagar."

Obama afirmou que esse é o "único jeito de colocar a economia em um caminho sustentável sem pedir ainda mais da classe média", além de ser o único que ele está disposto a aprovar. O presidente norte-americano disse que está pronto para definir com os republicanos um planejamento que impulsione o crescimento econômico, crie empregos e reduza o déficit do país.

Nesta sexta-feira, o presidente da Câmara dos Representantes, o deputado republicano John Boehner, expressou um tom pessimista sobre as negociações. "Esse não é um relato de progresso, porque não há progresso para informar", afirmou. As informações da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaimpostosrepublicanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.