Obama e Cameron discutem resposta a ataque na Síria

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, conversaram neste sábado por telefone e expressaram sua "grave preocupação" sobre o uso de armas químicas pelo regime sírio contra civis.

Agência Estado

24 de agosto de 2013 | 19h53

Um comunicado da Casa Branca diz que os dois líderes "continuarão a se comunicar" a respeito do suposto ataque próximo a Damasco, na quarta-feira, "assim como possíveis respostas da comunidade internacional para o uso de armas químicas".

A Casa Branca também comunicou que funcionários da inteligência do país ainda tentam determinar se armas químicas foram usadas no suposto ataque. Obama reuniu-se neste sábado com os responsáveis pela segurança nacional. O presidente deve decidir sobre o tipo de resposta que será dado ao episódio assim que os fatos forem esclarecidos. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaarmas químicasObama e Cameron

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.