Obama e Hillary apelam por voto

Para levar Superterça, candidatos dizem ser única opção a McCain

Ap e Reuters, O Estadao de S.Paulo

04 de fevereiro de 2008 | 00h00

Os senadores democratas Hillary Clinton e Barack Obama passaram o dia de ontem tentando angariar votos para a Superterça, as primárias que ocorrem hoje em 22 Estados dos EUA. Para cativar o apoio dos eleitores indecisos, os dois pré-candidatos do Partido Democrata procuraram se apresentar como os mais capacitados para vencer o senador republicano John McCain nas eleições presidenciais, em novembro. Pesquisas mostram que McCain pode assegurar nas primárias de hoje sua candidatura à Casa Branca pelo Partido Republicano. Ao contrário do equilíbrio da disputa democrata, McCain leva ampla vantagem sobre os outros candidatos republicanos - o ex-governador de Massachussets Mitt Romney e o ex-governador do Arkansas Mick Huckabe. Hillary, que foi primeira-dama durante a presidência de Bill Clinton (1993-2001), afirmou ter experiência para conter ataques da oposição, enquanto Obama - um senador em primeiro mandato por Illinois -"teria de passar por um batismo de fogo".Em sua defesa, Obama declarou ter a vantagem de não precisar defender um voto no Senado autorizando a guerra do Iraque, como Hillary: "Se McCain for o indicado pelos republicanos, o partido tem de questionar se quer um candidato com políticas similares às de McCain ou alguém que possa ser um contraste absoluto."Nas prévias democratas de hoje estão em jogo 2.064 dos 4.049 delegados. Do lado republicano, os pré-candidatos disputam 1.081 delegados de um total de 2.380. Na convenção democrata, em agosto, ganha a nomeação quem tiver 2.025 delegados. Entre os republicanos, vence quem tiver 1.191 delegados na convenção, em setembro.Pesquisa CNN-Opinion Research indicou que Obama estaria tecnicamente empatado nacionalmente com Hillary (49% a 46% - a margem de erro é de 4,5 pontos percentuais). McCain lideraria com 44%, contra 29% de Romney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.