Obama e Putin alertam o Irã a cooperar com a AIEA

O presidente dos Estados unidos, Barack Obama, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertaram em conjunto o Irã nesta segunda-feira a cumprir com suas obrigações nucleares, no momento em que as negociações entre o Irã e as seis potências em Moscou parecem correr o risco de um fracasso.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2012 | 19h38

"Nós concordamos que o Irã precisa adotar esforços sérios para restaurar a confiança internacional na natureza exclusivamente pacífica do seu programa nuclear", disseram os dois presidentes em comunicado conjunto após uma reunião em Los Cabos, no México, onde ocorre a cúpula do G-20.

"Para essa finalidade, Teerã precisam cumprir integralmente com suas obrigações e cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) para a rápida resolução de todas as questões pendentes".

O comunicado pede pela "redução do uso civil do urânio altamente enriquecido" e veio horas após o primeiro dia de reuniões entre o Irã e as seis potências em Moscou terminar em impasse. Obama, que disse não descartar o uso futuro da força contra o Irã, disse que ainda existe "tempo e espaço" para a diplomacia trabalhar. A Rússia já descartou a ideia de uma ação militar contra o Irã, mas disse esperar que Teerã tome o primeiro passo no processo diplomático em Moscou para evitar "cenários drásticos".

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.