Obama e Putin alertam o Irã a cooperar com a AIEA

O presidente dos Estados unidos, Barack Obama, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertaram em conjunto o Irã nesta segunda-feira a cumprir com suas obrigações nucleares, no momento em que as negociações entre o Irã e as seis potências em Moscou parecem correr o risco de um fracasso.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2012 | 19h38

"Nós concordamos que o Irã precisa adotar esforços sérios para restaurar a confiança internacional na natureza exclusivamente pacífica do seu programa nuclear", disseram os dois presidentes em comunicado conjunto após uma reunião em Los Cabos, no México, onde ocorre a cúpula do G-20.

"Para essa finalidade, Teerã precisam cumprir integralmente com suas obrigações e cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) para a rápida resolução de todas as questões pendentes".

O comunicado pede pela "redução do uso civil do urânio altamente enriquecido" e veio horas após o primeiro dia de reuniões entre o Irã e as seis potências em Moscou terminar em impasse. Obama, que disse não descartar o uso futuro da força contra o Irã, disse que ainda existe "tempo e espaço" para a diplomacia trabalhar. A Rússia já descartou a ideia de uma ação militar contra o Irã, mas disse esperar que Teerã tome o primeiro passo no processo diplomático em Moscou para evitar "cenários drásticos".

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.