Obama encerra sua visita à Índia

Presidente norte-americano assinou acordos e dirigirá um discurso ao Parlamento indiano antes de partir para a Indonésia

Efe

08 de novembro de 2010 | 04h05

Barack Obama, que está ao lado do primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, assinou 20 acordos de companhias dos dois países no valor de US$ 10 bilhões, podendo gerar 50 mil empregos

NOVA DÉLHI - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, encerra nesta segunda-feira, 8, sua visita oficial à India na capital, Nova Délhi, com uma intensa agenda política que inclui um encontro com o primeiro-ministro, Manmohan Singh, e um discurso dirigido ao Parlamento.

Obama chegou no sábado à capital financeira da Índia, Bombaim, onde anunciou a assinatura de 20 acordos de companhias de ambos os países no valor de US$ 10 bilhões, que devem gerar mais de 50.000 empregos nos EUA.

Em Bombaim, o presidente norte-americano homenageou as vítimas do atentado terrorista de novembro de 2008 e animou à India a dialogar com o Paquistão.

No domingo mesmo voou para Nova Délhi, onde jantou com o primeiro-ministro da índia, Manmohan Singh, e um grupo de diplomatas.

Hoje começará a jornada indo ao Palácio Presidencial para se reunir com a chefe de Estado, Pratibha Patili, depois do qual irá ao mausoléu do pai da nação indiana, Mohandas Karamchandi Gandhi, para render-lhe tributo.

 

 

Próximos destinos do presidente norte-americano na Ásia serão Indonésia, Coreia do Sul e Japão

Obama se encontrará de novo com Singh e dará uma entrevista coletiva para explicar os compromissos adquiridos entre ambos os países, que durante os últimos anos selaram um acordo de cooperação nuclear civil que já está na sua última fase de desenvolvimento.

O presidente antecipou no domingo que são esperados anúncios em matéria antiterrorista, segurança regional e outros âmbitos como energias renováveis, mudança climática e palco econômico global.

Além de manter um encontro com empresários, o governante se reunirá com a chefe do governante Partido do Congresso, Sonia Gandhi; com o vice-presidente indiano, Mohamed Ansari, e com a líder parlamentar do opositor Bharatiya Janata Party, Sushma Swaraj, de acordo com o programa da visita.

Obama dirigirá um discurso ao Parlamento indiano e, após passar a noite em Delhi, deixa a Índia com destino à Indonésia, onde continuará com sua volta pela Ásia, que deve culminar na Coreia do Sul e no Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.