Obama encerra viagem à África ao lado de Bush

O presidente democrata Barack Obama e o seu antecessor republicano George W.Bush se encontraram nesta terça-feira em um memorial em honra aos mortos no atentado à embaixada dos EUA no Quênia e na Tanzânia, em 1998, o primeiro atribuído à Al-Qaeda.

AE, Agência Estado

02 de julho de 2013 | 18h53

Na ocasião, Obama elogiou Bush por ter ajudado a salvar milhões de vidas ao financiar tratamento para a Aids, mas não perdeu a oportunidade de reforçar seu objetivo de marcar uma nova era para as relações entre os EUA e a África. "Estamos em busca de um novo modelo baseado não apenas na ajuda e na assistência, mas no comércio e na parceria."

Nesse sentido, Obama anunciou um programa para aumentar o fornecimento de energia aos africanos sem acesso à energia. Durante a visita à planta local de energia construída com a ajuda dos EUA, Obama demonstrou um jogo de futebol desenhado para levar energia para as comunidades carentes.

Uma invenção que pode ajudar nessa frente é o programa desenvolvido por estudantes de Harvard denominado SOCCKET ball. A bola tem um mecanismo com um pêndulo dentro que cria energia cinética durante o jogo e a estoca. Com trinta minutos de jogo é possível armazenar energia para que uma simples lâmpada de LED funcione por três horas.

Obama deu o chute inicial na bola ao afirmar "estamos dando início ao que será levado à toda à África", afirmou, "material impressionante." O presidente retornou aos EUA logo após o anuncio do programa. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TanzâniaObamaBush

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.