Obama: energia nuclear não é panacéia, mas deve ser considerada

O candidato democrata à Presidência dosEstados Unidos, Barack Obama, disse na sexta-feira que aenergia nuclear "não é uma panacéia" para as preocupaçõesenergéticas norte-americanas, mas que seu uso deve sercogitado. Durante uma reunião com governadores, Obama ressaltou que aenergia nuclear não emite gases causadores do efeito estufa eque, por isso, os Estados Unidos devem considerar investir empesquisas sobre armazenamento e reutilização do lixo nuclear. Mas ele disse também: "Não acho que a energia nuclear sejauma panacéia". John McCain, adversário de Obama, propôs um grandecrescimento da energia nuclear. O senador pelo Arizona disseesta semana que, se for eleito, colocará o país para construir45 novos reatores nucleares até 2030. Obama, senador por Illinois, não abordou diretamente aproposta de McCain no fórum econômico, onde vários governadoresconsideraram a alta nos preços dos combustíveis comoresponsável por parte das crescentes pressões que assolam seusEstados. (Reportagem de Caren Bohan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.