Larry Downing/Reuters
Larry Downing/Reuters

Obama esquece doações e cumprimenta eleitores na Flórida

Segundo pesquisas, democrata abriu uma ligeira vantagem sobre o rival republicano Mitt Romney

CRISTIANO DIAS, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2012 | 03h04

WASHINGTON - O presidente Barack Obama deixou de lado a busca por doações e cumprimentou eleitores no domingo, 9, na Flórida. Segundo pesquisas divulgadas no fim de semana, ele abriu uma ligeira vantagem sobre o rival republicano Mitt Romney.

 

Veja também:

linkCusto de campanha nos EUA triplica em 20 anos e deve atingir US$ 9,8 bi

video Obama é erguido do chão com abraço em pizzaria na Flórida

 

Para Michael Malbin, analista especializado em finanças de campanhas políticas, é difícil determinar quem está na frente na corrida para encher o cofre, se Obama ou Romney. Mas, segundo ele, são os eleitores os que mais perdem com a disputa, uma vez que democratas e republicanos parecem mais interessados em dinheiro do que em votos.

 

"A cada vez que Romney vai para o Texas ou Obama vai para Nova York, em busca de doações, é ruim para a campanha", disse Malbin. "Pode ser muito bom para a saúde financeira da candidatura, mas seria muito melhor ter os candidatos em Virgínia, Ohio ou Flórida, que é realmente onde estão os votos".

 

Segundo a Open Secrets, organização que monitora os gastos de campanha nos EUA, 45% dos recursos são consumidos em publicidade e 28% em despesas administrativas (pagamento de salários, aluguel de salas, contas de luz e telefone) - ou seja, quase três quartos do preço da campanha. O restante são despesas com festas para arrecadação de fundos, viagens dos candidatos pelo país e impostos.

 

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.