Obama: EUA ficarão no Afeganistão até 'fim' do trabalho

O exército dos Estados Unidos permanecerá no Afeganistão "até que o trabalho esteja feito", afirmou hoje o presidente norte-americano, Barack Obama, apesar do prazo de julho de 2011 para que os soldados de seu país comecem a voltar para casa.

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2010 | 18h52

Numa entrevista ao serviço persa da britânica BBC, Obama comentou que é de interesse tanto do Afeganistão quanto dos EUA que o contingente norte-americano no país asiático seja gradualmente reduzido. "Nós vamos ficar lá até que o trabalho esteja feito, que é fornecer aos afegãos a capacidade de manter a segurança de seu próprio país", declarou o presidente norte-americano à emissora.

"A data de julho de 2011 é uma data na qual, depois de ampliarmos nossa presença armada no Afeganistão, começaremos a reduzir gradualmente o número de soldados norte-americanos e das forças de coalizão que estão dentro do Afeganistão", prosseguiu Obama.

"Isto é algo que, creio eu, o povo afegão deseja". "Os afegãos são um povo muito orgulhoso e seu governo é soberano", falou Obama, acrescentando a seguir que os EUA começariam a retirar suas tropas assim que a polícia e o exército afegãos estiveram prontos para substituí-las. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
guerraAfeganistãoEUAretiradatropas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.