Al Drago/The New York Times
Al Drago/The New York Times

Obama encontra Netanyahu e diz estar preocupado com assentamentos

Bibi, que sempre teve uma relação tempestuosa com presidente americano, disse que valoriza suas muitas conversas sobre os desafios que seu país enfrenta

O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2016 | 17h57

NOVA YORK - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira, 21, ao primeiro-ministro de Israel, Binyamin "Bibi" Netanyahu, que se preocupa com a atividade nos assentamentos do Estado judeu na Cisjordânia ocupada e espera que seu país possa continuar a ajudar a obter a paz entre israelenses e palestinos.

"Está claro que existe um grande perigo não só de terrorismo, mas também de surtos de violência", disse Obama no início do que provavelmente será sua última reunião como presidente com Netanyahu. O mandato de Obama se encerra em janeiro.

"De fato, temos preocupações também em relação às atividades nos assentamentos. E nossa esperança é que possamos continuar a ser um parceiro eficaz de Israel na busca de um caminho para a paz", afirmou Obama no encontro ocorrido nos bastidores da Assembleia-Geral da ONU.

Netanyahu, que sempre teve uma relação tempestuosa com Obama, disse que valoriza suas muitas conversas sobre os desafios que seu país enfrenta.

"O maior desafio, é claro, é o fanatismo incessante. A maior oportunidade é promover a paz. Este é um objetivo do qual eu e o povo de Israel jamais desistiremos", afirmou Netanyahu. "Temos tido sorte porque, no empenho dessas duas tarefas, Israel não tem amigo maior do que os Estados Unidos da América." / REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.