Obama fala com Erdogan sobre protestos na Turquia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou nesta terça-feira por telefone com o primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan, sobre os protestos no país. Segundo a Casa Branca, os dois líderes discutiram "a importância da não violência e do direito de liberdade de expressão", além do direito de promover reuniões e a liberdade de imprensa.

Agência Estado

25 Junho 2013 | 15h21

Os protestos na Turquia começaram no fim de maio, contra a construção de um complexo comercial onde atualmente existe uma das poucas áreas verdes de Istambul, mas logo se transformaram em amplas manifestações contra o autoritarismo do governo de Erdogan. A polícia reprimiu duramente as demonstrações e o premiê chegou a afirmar que grupos terroristas estão envolvidos nos protestos.

Enquanto isso, a agência estatal de notícias Anadolu disse hoje que a polícia turca promoveu buscas em residências da capital Ancara, prendendo pelo menos 20 pessoas envolvidas nos protestos. Elas são suspeitas de ligações com grupos terroristas e de "atacar a polícia e o meio ambiente".

Na noite de segunda-feira milhares de pessoas protestaram em Istambul contra a libertação de um policial que aguarda julgamento pela morte de um manifestante. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
TurquiaprotestosObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.